Tag: restaurante



Zazá Bistro no Lonely Planet Brasil

16 dez

zaza guia2

Olha só que legal, estamos no guia Lonely Planet que, pela primeira vez, foi lançado em português e com Brasil escrito com “S”. Os guias da Lonely Planet trazem dicas para o planejamento da sua viagem, para quem gosta de se aventurar sozinho, com amigos, com a namorada ou o namorado, com filhos pequenos, com muito dinheiro, com pouco dinheiro, com mais ou menos tempo.

zaza guia

O guia também conta com curiosidades, história, recomendações e outras informações sobre as cidades. O Zazá Bistrô aparece no topo da lista dos melhores lugares para comer na Cidade Maravilhosa, não é o máximo?!

 
 

Setembro é tempo de… Banana!

25 set

banana-zazabistro

Na última segunda-feira, comemoramos o dia da banana, não sabia?! A fruta mais conhecida do mundo é também multifuncional na cozinha, nada mais justo ter um dia só para ela no nosso calendário!

imagem 02

As bananas vieram do sudeste da Ásia e hoje, são cultivadas em 130 países pelo mundo. Rica em potássio, ela cai bem crua, assada, cozida, frita e caramelizada. Também pode vir acompanhada de sorvete, aveia, mel, chocolate; ou servida com peixe, carne e aves.

filet alto de peixe branco grelhado

Aqui no Zazá ela aparece caramelizada ao lado do nosso Filet Alto de Peixe Branco Grelhado; ou na famosa sobremesa Carpaccio de Banana Brûlée sobre creme de ovos moles e canela com sorvete de tapioca. Vem, que ainda dá tempo de comemorar!

 
 

Playlist da Zazá

05 set

alice-russell-01

Alice Russell é uma cantora britânica que nós adoramos! Sua música tem influência no soul de Steve Wonder e Aretha Franklin. Russell também curte ouvir Jill Scott, Chaka Khan e Eva Cassidy. Com tanta referência boa e talento, Alice Russell tem lugar garantido na nossa playlist!

vulf

Como a gente adora um groove, o Vulfpeck também ocupa um lugar na nossa parada de sucessos! Formada em 2011, a banda faz um funk descomplicado e minimalista. Eles já lançaram quatro EPs e um álbum, chamado Sleepify. Aperta o play!

 
 

Playlist da Zazá

15 ago

Tropidelico

Para aquecer essa sexta com boa música, vamos bailar ao som da Quantic Soul Orchestra, um jazz cheio de ginga, gostoso de ouvir. A banda é liderada por Will Holland, que também toca guitarra, baixo e faz a percussão na banda.

Mayra_Andrade_1

A cantora Mayra Andrade também está presente na Playlist da Zazá! Nascida em Cuba, cresceu entre o Senegal, Angola, Alemanha e Cabo Verde. Hoje ela vive em Paris e mistura na sua música toda a experiência que adquiriu pelo mundo. Aperta o play!

 
 

Menu Afetivo da semana

22 jul

Esta semana está cheia coisa boa, confira!

menu afetivo23-25

 
 

Decoração: Restaurantes e Bares Inspiradores

29 jul

 
No Comments

Posted in Mídia

 

Dicas de Berlim!

15 jun

Agora Berlim. Acho que todo mundo já ouviu falar que ultimamente é em Berlim que o galo canta. Realmente a cidade impressiona corpo e alma. Não dá para ficar imune a um cruzamento do quartel general nazista com o muro de Berlim, num espaço propriamente chamado de topografia do terror… E bem ao lado deste choque histórico você se depara com o novo, o surpreendente: dentro do museu Martin Gropius Bau o artista Olafour Eliassonm faz sua primeira individual em Berlim. Super solar e refrescante. A cabeça não para. Compressões e descompressões. Esse é o ciclo da cidade, que renasce como uma flor na podridão. Pois é essa a sensação que Berlim passa o tempo todo. Esses alemães conseguiram se reinventar e renascer sem arrogância nem pretensão, afinal foi sofrimento demais por todos os lados. Aplicados e sofridos, ufa…

Enfim, vamos ao que interessa: dicas para quem vai pra lá. Antes de mais nada: tem que ficar hospedado no Mitte. Nem pense em ficar em outro lugar. É no Mitte que tudo acontece e que você pode caminhar para todos os lados. Já aviso que transporte lá é caro. O metrô é mais caro que na Inglaterra. E você acaba se animando para fazer tudo a pé. Curiosidade: não tem roletas para você entrar no metrô. O ticket é comprado em máquinas que você valida a cada viagem. Não fiquem tentados a não comprar ou não validar o ticket, pois qualquer pessoa (até mesmo um punk pode ser funcionário do metrô!!) pode exigir que você o mostre e se você não o tiver terá que pagar 80 euros… Bom voltando ao Mitte: a maioria dos museus, mercados, galerias de arte estão no lá ou a walking distance de lá.

Hoteis super incríveis no Mitte:  o Casa Camper é mais acolhedor, o Lux Eleven é mais moderno e Hotel Amano, mais chique.

Restaurantes: Aqui tem uma infinidade de opções deliciosas. O Monsieur Vuong (comida de wok, deliciosa, barata e cheia de gente bacana), Cafe Einstein, ( comida tradicional alemã extremamente bem feita e surpreendente na leveza. Não é barato), Cookies Cream (comida vegetariana, lugar badalado, dificil de achar e lindo de morrer), Curry 36 ( para comer a legitima salsicha feita com curry wurst. Bom você vai ter que provar pelo menos uma e a daqui vale a pena), Al Contadino sotto Le Stelle (comida italiana de primeiríssima. A galera da cozinha e do salão são todos italianos. Amei de paixão. Mais para quando o clima estiver friozinho. Provei algo que pode soar exótico, mas que era de uma leveza surpreendente: nhoque com massa de batata, morango e hortelã. E não era estranho. Era delicioso. Meu marido, que tem horror a pratos extravagantes, teve que dar o braço a torcer. Às vezes vale muito se arriscar, eu diria).

E tem o Solar… Esse restaurante é incrível (na verdade eu até fui a pé, mas tem que gostar de caminhar), fica no alto de um prédio, com uma vista vertiginosa de Berlim inteira. E depois de comer, TEM que subir para o bar no andar de cima, pois ali a balada rola chique e animada. Na verdade, o que recomendo mesmo é flanar pela cidade e entrar em qualquer restaurante que você ache interessante e que você se identifique com o casting, pois vai ser raro você se dar mal aqui. É no improviso que a gente se surpreende e se diverte.

Para o verão (que na verdade é agora): o hype do momento é badalar de dia!! No verão a cidade é cheia de opções para se divertir de dia e encontrar muita gente interessante. Tem o Bar 25 ( rola de dia e de noite) ao lado do Roi Spree, tem o Posto Oststrand, que é a praia dos berlinenses, com areia branca, cadeirinhas, restaurante e bar, o Posto Badeschiff  Arena, com uma piscina surreal dentro do rio, e o Club der Visionare, com um pier de madeira sobre o rio (tem cara de improviso mas é super disputado).

Feiras: Mauerpark, numa área que antes ficava no meio dos muros que dividiam a cidade

Já volto com o resto das dicas…